Queremos as passagens subterrâneas do Eixão seguras e reformadas!

Pressione!


Queremos as passagens do Eixão seguras e reformadas

Quem você vai pressionar? (1 alvo)

pessoas já pressionaram pela melhoria das passagens do Eixão

Se vai reformar as tesourinhas, também queremos reforma nas passagens subterrâneas!

Segundo dados oficiais, mais de 80 mil pedestres atravessam o Eixão todo dia. São milhares de crianças e adultos que enfrentam o dilema: se arriscar por baixo, nas passagens sujas e destruídas, ou se arriscar por cima, no meio dos carros em alta velocidade. Infelizmente, as passagens subterrâneas estão abandonadas há muitos anos: piso quebrado, rampas inacessíveis, sujeira e escuridão.

Não é à toa que muitas pessoas preferem o risco de atropelamento ao risco de assalto ou estupro, especialmente à noite. É triste constatar que o Eixão seja tão hostil com quem caminha e precisa chegar ao trabalho ou ao estudo. É importante pressionar o GDF para que as condições da travessia sejam melhoradas imediatamente!

Em breve, devem começar obras de reforma nas tesourinhas (passagens para os carros) e tudo indica que os pedestres continuarão esquecidos. Ajude nessa pressão por uma cidade mais segura, com passagens acessíveis e limpas. Preenchendo o formulário, você envia sua pressão para Cândido Teles, presidente da Novacap, para cobrar diretamente a ele a reforma das passagens subterrâneas.


Mais de 80 mil pedestres
atravessam o Eixão todos os dias.








87 pedestres foram atropelados
no Eixão entre 2014 e 2018.





104 pedestres foram atropelados e mortos no DF em 2018.
REALIZADORES:




APOIADORES:



Bike Anjo DF

Brasília para Pessoas e Íthaka se uniram para participar da segunda turma do Programa Mobilizadores, da Rede Nossas Cidades.

Acreditamos numa cidade humanizada, segura e caminhável. Esta campanha foi criada para reivindicar melhorias nas passagens subterrâneas. Diante de tantas obras grandiosas (pistas, túneis e viadutos), não dá para se conformar com o total abandono das passagens subterrâneas do Eixão, que põe em risco milhares de pessoas diariamente.

Obtivemos apoio de outras entidades que também buscam cidades melhores e humanizadas.